sábado, 13 de outubro de 2007

"Voando como uma águia", de Prof. Gretz

Por muito tempo a simbologia da águia foi utilizada em exércitos americanos, representando força, coragem, determinação, proteção. A partir disso, Prof. Gretz cria sua filosofia, através do seu livro "Voando como a águia".
Prof. Gretz nasceu em São Paulo, na cidade de Itapeva, era agricultor e feirante até os 20 anos de idade, quando foi para a capital estudar Administração e História, além de lecionar em instituições educacionais.
Já que a águia sempre significou força, coragem, determinação e proteção em muitos séculos, Prof. Gretz apresenta a idéia de que o homem também pode agir como uma águia, da seguinte forma:
- Definindo uma meta, ou seja, quando a águia já tem consciência de qual alimento quer e vai em busca dele;
- Fazer planejamentos para atingir tal objetivo. A partir do momento que a águia começa a observar sua caça, ela demora bastante tempo em análises.
- Ter força e determinação no momento da prática dos planejamentos, assim como a águia na busca de alimentos;
- Proteger e se defender dos inimigos. Como a águia protege e cuida das suas crias.
Em meados do seu livro, Prof. Gretz afirma que todos nós temos três tipos de inteligência: racional, emocional e espiritual.
A inteligência racional, ele a chamou de "Q.I.", apenas refere-se ao raciocínio lógico, habilidades matemáticas e habilidades espaciais. Ou seja, capacidade de aprender e organizar os dados de uma situação, resolver problemas e empenhar-se em processos de pensamento abstrato.
A inteligência emocional "Q.E", esse conceito foi elaborado por Daniel Goleman, mas Prof. Gretz cita em seu livro: "Habilidade no relacionamento com as outras pessoas, formada a partir de um conjunto de atributos, como controle emocional, capacidade de improvisação, autoconfiança, iniciativa, flexibilidade e persistência.
E por último, Prof. Gretz cita o "Q.S." (inteligência espiritual), conceito criado por Danah Zohar e Ian Marshal: " Habilidade de lidar com percepções que transcedem a razão e a emoção. Compreensão de que nossa presença no mundo tem uma perspectiva muito mais ampla do que a experiência cotidiana. Dimensão da inteligência que inclui valores éticos, idealismo, altruísmo, tolerância, desapego, entusiasmo e superação de limites.

5 comentários:

Giselle disse...

queria comentar no segundo texto, mas deu erro, então o comentario aqui corresponde ao segundo texto. realmente...o humano é um ser difiicil, muito dificil. Concordo com você nique =D
o Blog tá massa e interessante.

Beijos! ;*

elisa disse...

Gostei dessa analogia com a águia... bem interessante!!! Ficou mto bom seu flog!!

Diego disse...

Show seu blog texto bem interessante

Rafaela disse...

Niquita, prima que amo!
Adoro suas visitas ao meu blog. Com certeza não fossem nossos blogs a saudade seria maior. Como eu me reconheço em muitos dos seus textos... talvez por isso a nossa empatia tenha superado todas as barreiras - e a nossa amizade prevalecido a despeito de tudo. Belo texto esse. Muitas vezes, quando penso em tatuar a Fênix nas minhas costas, penso na simbologia da Águia também. Na verdade nossas almas são aves, guerreiras voadoras, com a incrível capacidade de renascer de todas as mortes - e ousar ir além. Escreva sempre, prima linda, que assim mato um tanto da saudade de você!! Beijo!!!
Rafa

Pensador disse...

GOSTEI DO SEU BLOGER MUITO BOM MESMO ME FEZ REFLETIR SOBRE VÁRIAS COISAS E ME PRENDEU MUITO, COISA QUE NÃO É MEU NORMAL(INTERESSE EM LEITURA).